"Please don't think of us as an 'indie band' as it was never meant to be a genre, and anyway we are far too outward looking for that sad tag." - Stephen Pastel

terça-feira, 3 de junho de 2008

Teenage riot

Dos Operator Please conhecia alguns factos: uma banda de miúdos australianos que tem causado algum furor no Reino Unido. Desconhecia por completo que lhes pertencesse a autoria do tema que se segue, responsável pelo gasto de algumas calorias por parte deste que vos escreve.
O motivo de tamanho burburinho é Yes Yes Vindictive, o debute em formato longo lançado no ano passado na Austrália natal e com edição recente na Europa, se bem que, com um alinhamento diferente. Se derem um salto até ao MySpace da banda, onde o dito se encontra disponível para audição na íntegra, encontrarão um conjunto de canções enérgicas e imediatas, muito semelhantes entre si, que facilmente apelam à dança. Repararão também que, esta miudagem joga no mesmo campeonato de gente como The Duke Spirit, Be Your Own Pet e Sons and Daughters. O mesmo em que jogavam os Long Blondes antes de serem relegados para uma liga secundária... Ainda assim, os Operator Please exibem alguns sinais identitários, seja pela potente voz de Amandah Wilkinson, seja pelo uso do violino.
Atente-se então no vídeo, que merece a dispensa de 3' 34'' do vosso precioso tempo.

"Leave It Alone" [Virgin, 2007/2008]

3 comentários:

John The Revelator disse...

Tambem tenho alguma simpatia por estes gajos... Têm daquelas canções de encher o ouvido que sabem sempre bem e não fazem mal a ninguém :)

O Puto disse...

Também já me cativaram.

Joe disse...

Parecem bem catitas. E a vocalista é realmente pujante, em todos os sentidos :)
abraço