"Please don't think of us as an 'indie band' as it was never meant to be a genre, and anyway we are far too outward looking for that sad tag." - Stephen Pastel

segunda-feira, 23 de junho de 2008

Pensamento positivo

A partir de hoje ficam a faltar apenas três semanas para o lançamento de Stay Positive, quarto álbum na carreira dos Hold Steady e digno sucessor de Boys And Girls In America (2006), aquele que é - repito - um dos mais fascinantes discos dos últimos anos.
Se o antecessor traçava um retrato romantizado e algo desencantado da juventude norte-americana, que bebe em excesso e se deita tarde, Stay Positive é uma espécie de sequela: os putos são agora adultos e o comprimido tomou o lugar da cerveja.
Uma vez mais é de realçar a mestria da escrita do frontman Craig Finn, que afasta qualquer hipótese de ironia contida no título, esclarecendo antes tratar-se do fechar de um ciclo, já que o primeiro disco dos Hold Steady (Almost Killed Me, de 2004) se iniciava com a linha "I started this band as a positive jam".

The Hold Steady no MySpace

3 comentários:

Lídia Gomes disse...

Após algumas audições parece-me inferior ao Boys and Girls... (mas supera-lo era um feito), não deixando nunca de ser um grande álbum. A Constructive Summer é já só a "minha" música de verão!

Fábio Jesus disse...

Cada vez me convenço mais de que a 'coisa' de Craig Finn não é a música mas as palavras. Chamar cantar ao que ele faz será um exagero (principalmente nos primeiros álbuns), mas as palavras, o som das palavras, encaixam de forma tal que dão origem a coisas fabulosas.

Este não é melhor que o anterior, começa muito bem e acaba igualmente, mas perde algum gás ali pelo meio. Não deixa de ser grande música, claro. E já estou aqui em pulgas para ouvir as três faixas extra que vêm com a edição em formato físico.

Cumps

M.A. disse...

Um furos abaixo de "Boys & Girls" mas, ainda assim, um grande disco. Estamos de acordo, portanto.
E "Constructive summer" é, de facto, uma entrada a matar.

Cheers!