"Please don't think of us as an 'indie band' as it was never meant to be a genre, and anyway we are far too outward looking for that sad tag." - Stephen Pastel

quarta-feira, 18 de junho de 2008

Teenage kicks right through the night




















Sempre atento aos talentos mais precoces, apresento-vos hoje as Smoosh, um duo de Seattle constituído pelas irmãs Asya e Chloe (o apelido continua secreto). Só para terem uma ideia da idade das moças, posso dizer-vos que qualquer uma delas ainda nem sequer era nascida quando Nevermind foi lançado... Nada que as impeça de ter já dois longa-duração em carteira. O último dos quais é Free To Stay, originalmente lançado nos states há dois anos e só agora disponível do lado de cá do Atlântico.
Não obstante o papel de destaque assumido pelos teclados, por entre referências avulsas, este segundo disco traz à memória algumas das glórias no feminino do indie-rock de guitarras da década passada, facção ianque: Sleater-Kinney, Helium, Velocity Girl.
Pese embora o facto de revelarem ainda alguma verdura, tanto na voz imberbe de Asya, como na simplicidade das composições, as Smoosh são seguramente um nome a ter em conta no futuro. Por ora, são já capazes de fazer corar de vergonha alguns músicos mais maduros...

Smoosh no MySpace

"Find A Way" (Barsuk, 2006)

2 comentários:

ruicarvalho disse...

Não as comhecia e são uma boa aposta,sempre atento,boa.um abraço

strange quark disse...

Interessante, sem dúvida, embora se reconheçam uns traços de "teenage music" (talvez pela interpretação vocal).