"Please don't think of us as an 'indie band' as it was never meant to be a genre, and anyway we are far too outward looking for that sad tag." - Stephen Pastel

quarta-feira, 23 de junho de 2010

Singles Bar #47






FURNITURE
Brilliant Mind
[Stiff, 1986]







Quando se fala da Stiff Records vem de imediato à ideia a new wave mais angular e algumas das suas contaminações pela música vinda da Jamaica, e nunca em projectos com a sobriedade e a elegância dos Furniture. Com origem na capital britânica, esta banda mui sui generis percorreu toda e década de 1980 como um corpo estranho às sucessivas tendências, tal como o foi na editora que lhe deu guarida. Descrever a música dos Furniture em termos puramente simplistas é sugerir um meio-termo entre a profundidade lírica de uns Echo & The Bunnymen "urbano-depressivos" e a sofisticação com pitadas de soft-jazz dos Style Council, Swing Out Sister, e projectos aparentados.
Como já se terá percebido, dada a orientação estética e o relativo deslocamento temporal, em termos de reconhecimento público, não foi fácil a vida dos Furniture. Ainda assim, na sua fase intermédia, ousaram tanger o sucesso. O quase-hit foi "Brilliant Mind", um tema que, em menos de quatro minutos, sintetiza o avant-pop da banda e, também, alguns dos traços da produção tipicamente eighties: grandiosidade épica, abuso dos ecos, baixos profundos, teclados bruxuleantes, e carga dramática excessiva. O que é certo, é que, apesar de todos estes tiques de época, "Brilliant Mind" não deixa de ser uma grande canção em qualquer tempo. Arriscaria até, à frente do seu tempo. É essa a conclusão a que chego quando os meus tímpanos  são violentados por produtos de plástico saídos da fabricação em série contemporânea do género Editors, White Lies e quejandos. Tivessem esses metade do substrato dos Furniture e encontrariam aqui um adepto incondicional.
Para os interessados ou meros curiosos, fica a informação adicional obrigatória: a incansável Cherry Red Records acaba de reeditar, com carradas de extras, The Wrong People, o álbum que alberga este tema, simplesmente... brilhante!

2 comentários:

Quadratura do Circulo disse...

Muito Boa Tarde,

É com muito gosto que visito o seu blog. Gostaria que divulga-se ou colocasse um link de um novo blog de opinião, que com tão pouco tempo tem tido muitas opiniões positivas. Obrigado.

http://quadratura-do-circulo.blogspot.com/

O Puto disse...

É incrível como ainda vou descobrindo estas músicas perdidas. Obrigado e abraço!