"Please don't think of us as an 'indie band' as it was never meant to be a genre, and anyway we are far too outward looking for that sad tag." - Stephen Pastel

quarta-feira, 23 de janeiro de 2008

GOOD COVER VERSIONS #2

GIRLS AGAINST BOYS
"She's Lost Control"
(Hut/Virgin, 1995)
[original: Joy Division (1979)]

Discos de tributo plenamente conseguidos haverá muito poucos. I'm Your Fan, a homenagem organizada pela revista Les Inrockuptibles a Leonard Cohen, será um. A Means To An End, o tributo do underground norte-americano de meados da década passada aos Joy Division, é outro de que me lembro.
Neste segundo, que contou com o aval de Tony Wilson, por entre interessantes releituras de bandas dos mais variados quadrantes, destaca-se a faixa que abre o disco: "She's Lost Control", um dos temas chave do lendário Unknown Pleasures, revisto por essa referência incontornável da cena post-hardcore que dá pelo nome de Girls Against Boys (GvsB).
Partindo de um tema original frio, maquinal, quase tétrico, os GvsB, por força do uso de doses massivas de guitarra cortante e da vocalização frenética de Scott McCloud, fazem de "She's Lost Control" uma canção física, enérgica, e que apela à dança.
Dança esquizofrénica mas, ainda assim, dança...

7 comentários:

dedos-bionicos disse...

nice!!

abraço

serebelo disse...

Logo para começar o dia. Muito bom! Abraço.

judas disse...

muito bom, sem dúvida. finalmente uma boa cover :)
detestei a recente cover da shadowplay (uma das minhas músicas favoritas) dos killers

Joe disse...

Os X-Wife tb têm uma versão bem catita disto.
Não acho o Means to an end tão bom como o I'm your fan, claramente o melhor disco de tributo que conheço. Gosto muito da versão do Moby para o new dawn fades, que é (no original) uma das canções da minha vida.
abraço

Shumway disse...

É realmente uma "good cover"
Abraço

M.A. disse...

Essa dos Killers é mesmo manhosa. Mas ainda há quem diga maravilhas dessa mesma versão...

judas disse...

Também já ouvi dizer isso, e até pensei que se calhar era eu que não tinha ouvido com atenção que chegue...
nope... nada feito. Ouvi a música mais uma série de vezes, e acho mesmo, mesmo má. Os killers tão depressa fazem boas músicas, como escorregam ao azeite. A shadowplay era a última coisa em que deviam ter mexido.