"Please don't think of us as an 'indie band' as it was never meant to be a genre, and anyway we are far too outward looking for that sad tag." - Stephen Pastel

segunda-feira, 21 de janeiro de 2008

EVERYTHING IN ITS RIGHT PLACE

É do conhecimento generalizado a tinta que fez correr a manobra levada a cabo pelos Radiohead na forma como disponibilizaram o último In Rainbows.
Muitos fazedores de opinião, munidos da aura dos profetas, não hesitaram em definir tal operação como mais uma machadada, quase fatal, na moribunda indústria discográfica.
Agora que In Rainbows surge no formato tradicional (ou em vários formatos) através da XL Recordings, com resultados comerciais nada desprezíveis, apetece dizer que, aquilo que seria um prenúncio de morte, tem mais ares de revitalização.
Tendo em conta que estamos a falar da banda que, num ápice, evoluiu do sofrível Pablo Honey (1993) para o soberbo The Bends (1995), e deste para o incontornável OK Computer (1997), face ao estado actual das coisas, diria que não ficariam a perder se infligissem a si próprios (e à sua música) semelhante safanão...

5 comentários:

neulock disse...

i woke up this morning sucking a lemon

O Puto disse...

Não é por nada, mas o último álbum dos Radiohead passou-me ao lado.

strange quark disse...

Acho o In Rainbows um bom disco, apesar de tudo. Creio que ainda possam ter algo a dizer, mas é difícil para qualquer banda ou alguém manter um nível elevado, acima de tudo quando se tem a consciência que se produziu uma obra prima. Lembro sempre o romance "Narciso e Goldmundo" do Herman Hesse que retrata esse aspecto de uma forma brilhante.

Continuam a ser uma grande banda!

O Puto disse...

Strange Quark, essa do "Narciso e Goldmundo" foi muito bem lembrada!

neulock disse...

vcs sao mas e uns neofitos chatos... mas a verdade estes do disco cybernetico sao igualmente macadores mas como ao fim da noite a musica e o que fica este ultimo acaba por ser consideravelmente melhor e mais concentrado que o hail to the thief ... quase tao bom como o kid a e o amnesiac so e pena que o 1,5min do spooks nao tenha visto a luz dos bits.