"Please don't think of us as an 'indie band' as it was never meant to be a genre, and anyway we are far too outward looking for that sad tag." - Stephen Pastel

quarta-feira, 24 de outubro de 2007

EM ALTA ROTAÇÃO

THE SEA AND CAKE
Everybody (Thrill Jockey, 2007)

Trinta e seis minutos (a duração ideal para um álbum, como alguém disse) de sofisticação pop. O mote é visita desta galeria de ilustres dirigida por Sam Prekop à ZdB no próximo sábado. Imperdível!

4 comentários:

John The Revelator disse...

É um álbum delicioso este Everybody. Não estarei no Zé dos Bois, mas n'O meu Mercedes, dia 29, ora pois.

O Puto disse...

Para imensa pena minha, não vou poder ver os The Sea and Cake no Mercedes. :( Coincide com a véspera da reposição da peça na qual me estreei em palco. :)
Gosto dessa duração na gama dos 35 - 45 minutos. São os discos viciantes.

M.A. disse...

Não te sabia dessa faceta na arte dramática. Um verdadeiro Homem da Renascença que tu me saíste :)

O Puto disse...

Que exagero! Pode ser que numa das próximas reposições (caso as haja) a companhia se desloque a Lisboa. Aí poderás decidir entre opinar sobre uma faceta promissora e condenar uma actor sem talento.