"Please don't think of us as an 'indie band' as it was never meant to be a genre, and anyway we are far too outward looking for that sad tag." - Stephen Pastel

domingo, 22 de julho de 2007

PLEASE BE PATIENT WITH ME*

WILCO
Sky Blue Sky (Nonesuch, 2007)


Desde Summerteeth (1999) que sigo com grande entusiasmo a carreira dos Wilco, banda com um pé na tradição e outro na experimentação, sem nunca assumir qualquer relação de compromisso com uma das tendências. Após o ponto alto atingido em Yankee Hotel Foxtrot (2002), A Ghost Is Born (2004), apesar de ser um álbum muito acima da média, refreeou de certa forma esse entusiasmo.
Confesso que as primeiras amostras isoladas que escutei do novo Sky Blue Sky, somadas a algumas críticas menos efusivas em publicações que, por norma, veneram o combo liderado por Jeff Tweedy, fizeram com que só agora lhe desse a devida atenção.
Depois de algumas audições integrais, Sky Blue Sky revela-se um disco verdadeiramente viciante. Com uma estética ancorada no malfadado soft rock setentista (que Josh Rouse também revisita com resultados variáveis), Sky Blue Sky tem o despudor de exibir inúmeros solos de guitarra luxuriantes (cortesia de Nels Cline, o conceituado novo membro) numa dúzia de temas com tanto de belos como de tristes, sem nunca resvalar para o lado mais negro que marcava os registos anteriores.
Num todo extremamente homogéneo, há, ainda assim temas que sobressaem: "Impossible Germany", "Side With The Seeds", "Hate It Here", e "On And On And On". É neste último que, naquele seu tom único de sinceridade e simplicidade, Jeff Tweedy canta "Please don't cry, we're designed to die". Arrepiante!
Wilco no MySpace

*Título da faixa n.º 7 de Sky Blue Sky

3 comentários:

Lídia disse...

Acho que ainda gosto mais deste Sky Blue Sky do que dos anteriores albuns dos Wilco que conheço. É de uma honestidade e simplicidade(apesar dos solos de guitarra que sobressaem) comovente.

Uma das criticas que li comparava o solo do Either Way com "musiquinha de boletim meterológico"...eles lá sabem.

M.A. disse...

Não sei, não... Sendo certo que cada vez gosto mais deste disco, acho que, até agora, o "Yankee Hotel Foxtrot" continua imbatível. Mas esse é SÓ, para mim, um dos melhores discos deste novo século.

Com "Either Way" a ilustrar os boletins meteorológicos, todos os dias seriam dias de sol :)

Sea disse...

e acredita que "either way", é mesmo fantástica a iluminar qualquer dia :)

p.S.: muito bom álbum e eu nem sou grande fã de Wilco...