"Please don't think of us as an 'indie band' as it was never meant to be a genre, and anyway we are far too outward looking for that sad tag." - Stephen Pastel

quarta-feira, 17 de fevereiro de 2010

Façam as vossas apostas

 

Do País do Gales chega-nos este colectivo de devotos de Syd Barrett, dos Beatles da fase psicadélica, e de mais um punhado de tresloucados célebres do universo pop. Anteriormente conhecidos como Radio Luxembourg, respondem agora pelo nome de Race Horses. Depois do EP da praxe, chegam ao longa-duração de estreia através de Goodbye Falkenburg, conjunto de canções sobre os assuntos mais mundanos, no qual as línguas inglesa e galesa convivem sadiamente. O conteúdo, algo confuso para os incautos, é feito de delírios multicoloridos a fazer lembrar outras glórias de Gales, tais como os Gorky's Zygotic Mynci ou os Super Furry Animals dos primórdios. Segue em anexo um pequeno excerto da alegre loucura dos Race Horses:

"Cake" [Fantastic Plastic, 2010]

2 comentários:

Pedro Carvalho disse...

sou fã de gales e das bandas galesas! a amostra é muito interessante pelo que vai directamente para linha de escuta; 2010 está muito fraquinho por enquanto, nem mesmo o album dos these new puritans aqueceu muito.
abraço,

M.A. disse...

Em relação a 2010, ainda a procissão vai no adro. Quanto aos TNPs, tenho a dizer que onde o outro disco era incoerente, o novo é incaracterístico. Ainda o estou a digerir, mas não me parece que o entusiasmo venha a aumentar.

Abraço.