"Please don't think of us as an 'indie band' as it was never meant to be a genre, and anyway we are far too outward looking for that sad tag." - Stephen Pastel

quarta-feira, 12 de setembro de 2007

UM LAMENTÁVEL APARTE

Com os exemplos vindos deste homúnculo, não admira a fama que a selecção dele tem por esse mundo fora.
O fim parece estar próximo. Thank God!
Mas quem foi que segurou o Dragutinovic? Não é justo!
Post scriptum: Para manter o nível em alta, após a flash interview aqui do sujeito, o nosso serviço público de televisão, presenteia-nos com uma análise ao jogo Portugal-Sérvia nas palavras sábias de Paulo Bento. Obrigado RTP!

7 comentários:

Anónimo disse...

Tsss, tsss!
Tanta má língua...

O senhor está apenas a tentar diversificar as opções de carreira.

Quando finalmente toda a gente perceber que Scolari não tem jeito nenhum para treinador de futebol, já ele estará a dar cartas no mundo do boxe!

(Mas, sossega, se por um lado a sorte parece ter acabado, bastará uma vitória para os que hoje mesmo o apuparam o voltem a colocar nos píncaros.
A memória das pessoas é curta. Sempre foi.
E ainda bem!)

Anónimo disse...

(faltou ali um 'que'

*para que os que hoje mesmo)

Joe disse...

Estive tentado a escrever um post sobre o homúnculo, mas optei (creio que sabiamente) pelo Lloyd Cole, que me alegrou a confecção do jantar em vem de me azedar a sobremesa. Espero que desta vez o publico português veja o que uma imensa minoria já viu há muito: que este tipo é um parvalhão que se limita a aproveitar (?) o melhor conjunto de jogadores que já tivemos. Enquanto ele estiver à frente da selecção não a consigo sentir como minha, por muito que me custe enquanto alguém que adora futebol.

Clara disse...

Aquele segundo parágrafo parece-me injusto, M.A..
Depois de ter ficado com os ouvidos futebolisticamente embrutecidos por anos a ouvir o senhor Scolari e outros que tais, ouvir o Paulo Bento no rescaldo dos acontecimentos quase transmite a sensação de se ouvir alguém que tem um doutoramento em linguística!
;-)

Enfim, haja paciência (e falta de vergonha na cara) para continuar a aguentar (e sustentar) esta gente!

(Ontem esqueci-me de assinar. Como já deverias suspeitar, o primeiro comentário é meu.)

M.A. disse...

Acho muito bem que questiones esse "aproveitar", Joe, pois eu sou cada vez mais partidário da teoria do Sousa Tavares, que um dia o definiu como o único gajo com mais sorte do que o Dr. PSL.

Já tínhamos cortado relações com meia Europa [França, Inglaterra, Holanda, Bélgica, Alemanha, esta via Couceiro (ou Coiceiro?)], será que agora vamos também declarar guerra aos sérvios? Consta que a guerrilha kosovar e o governo croata já se prontificaram a enviar operacionais em caso de conflito armado.

Pois é. De facto fui bastante injusto com o treinador dos lagartos. Depois de ouvir a prosápia do sargentão, as palavras do Paulinho foram como uma palestra do Bénard da Costa na Cinemateca. Diria mais: até o Paulo Catarro parecia um gajo capaz de debitar menos de 60 hmmmms por minuto!

oaktree disse...

To hell with football!. Eu agora é mais basket e rugby... Ah, e bolos, como não poderia deixar de ser. :)
***

Kraak/Peixinho disse...

Perdoai-lhes Senhor pq eles não sabem o que fazem.

:Z