"Please don't think of us as an 'indie band' as it was never meant to be a genre, and anyway we are far too outward looking for that sad tag." - Stephen Pastel

segunda-feira, 9 de abril de 2007

EM ESCUTA #10

THE RAKES
Ten New Messages
(V2, 2007)

Já alguém disse que os Rakes eram uma versão indie do projecto The Streets de Mike Skinner, muito por via da forma corrosiva e amarga com que relatam pequenos filmes do quotidiano londrino. Não sendo totalmente descabida, a afirmação parece-me algo redutora, pelo que prefiro olhar para este quarteto como pontas de lança de um grupo cada vez mais alargado de bandas que têm nos Buzzcocks as suas figuras tutelares.
Depois do excelente Capture/Release em 2005, os Rakes, ao contrário dos seus pares mais mediáticos, não terão sentido o estigma do difícil segundo álbum de forma tão intensa, o que lhes permitiu experimetar outras sonoridades. E isso nota-se logo desde a primeira audição: perdeu-se a urgência punky da estreia, é certo, mas em contrapartida estas Ten New Messages exibem já uma certa mestria na confecção de canções pop com algo para dizer.
Tratando-se de um disco semi-conceptual, com os atentados terroristas ocorridos Londres em Julho de 2005 a servir de mote à maioria dos temas, Ten New Messages consegue ser imediato e de fácil digestão, apesar da seriedade do tema. Com isto, a ironia de outrora aparece agora mais camuflada, mas nem por isso menos cáustica. Como constatação deste facto temos o soberbo tema de abertura "The World Is A Mess But His Hair Is Perfect", o eficaz primeiro single "We Danced Together", e ainda "When Tom Cruise Cries". Neste último bate-se forte-e-feio na forma hipócrita como a comunicação social aborda este tipo de tragédias. Mas o grande momento é mesmo o belíssimo "Suspicious Eyes", com uma letra genial sobre o racismo paranóico do "dia seguinte" cantada pelo vocalista Alan Donohoe em colaboração com outras vozes de diferentes raças e registos, resultando num melting pot de belo efeito.
Revelando ainda assim alguma indefinição quanto ao futuro, Ten New Messages aponta já algumas pistas e, ao contrário da maioria da "concorrência", impede os Rakes de se esapalharem ao comprido neste segundo fôlego.

2 comentários:

vinvin disse...

boa boa o disco é bacana digo disco pq si fosse lançado nos 80's tava tudu certo neh... eu tava atras da letra de 'world is a mess' but nao rolo na net, qria uma ajuda intao... desde jah tanks

M.A. disse...

Podes consultar a letra de "World was a mess" aqui:

http://www.lyricsmania.com/lyrics/rakes_the_lyrics_4530/ten_new_messages_lyrics_41873/the_world_was_a_mess_but_his_hair_was_perfect_lyrics_453511.html