"Please don't think of us as an 'indie band' as it was never meant to be a genre, and anyway we are far too outward looking for that sad tag." - Stephen Pastel

quinta-feira, 30 de agosto de 2007

DOWN BY THE RIVER

No imenso caldeirão indie folk norte-americano, ninguém melhor do que Okkervil River tem sabido aproveitar o vazio deixado pelo fim abrupto dos míticos Neutral Milk Hotel.
Com um culto respeitável no seu país natal, a maioria dos melómanos europeus teima em deixar passar esta banda ao lado, isto apesar de Black Sheep Boy ter figurado em diversas listas dos melhores álbuns de 2005.
O novo The Stage Names (Jagjaguwar) poderá, eventualmente, inverter esta tendência, pois revela-se bastante mais acessível do que os anteriores trabalhos da banda. Nele, a simplicidade de meios aplicada proporciona momentos de uma beleza assustadora.
Atentem, por exemplo, em temas como "Our Life Is Not A Movie Or Maybe", que abre o disco, ou "Plus Ones". Este último é revelador da inteligência das letras de Will Sheff, fazendo referência, através do acréscimo de uma unidade, a diversos clássicos da música popular com números no título ("96 Tears", "99 Luftballons", "7 Chinese Bros.", "Eight Miles High", "TVC15").
A curiosos e/ou convertidos deixo duas formas de escutar as nove faixas de The Stage Names na íntegra: o MySpace e o sítio oficial dos Okkervil River.

2 comentários:

Clara disse...

As únicas canções que conhecia deles eram as do EP Overboard and Down. E agora, a propósito do teu post, fui ao Myspace vasculhar mais bocadito...
Gosto muito.

Shumway disse...

"Black Sheep Boy" era muito bom.
Este ainda só ouvi umas músicas mas parece estar no mesmo patamar.

Abraço